Publicado em

Antonio Miguel Carmona Ou Como Passar Em 20 Meses De Tocar O Céu Ao Ostracismo

Antonio Miguel Carmona Ou Como Passar Em 20 Meses De Tocar O Céu Ao Ostracismo 1

O principal suporte externo de Manuela Carmena para sair detentora prefeita passou a vicealcaldía honrosa ao ostracismo em só 20 meses. Não obstante, o pacto de investidura está mais forte do que nunca. Isso só poderá acontecer com o PSOE de Madrid. Quem, além de portavocía, perdeu cada quota de poder em seu grupo municipal não é outro que Antonio Miguel Carmona. E começou a perder o mesmo dia em que Carmena recebeu o bastão de comando. Eram os tempos em que Carmona ganhava mais espectadores do que votos como tertuliano tradicional ‘Na Sexta de Noite’ segurando uma mensagem clara “a favor da alteração”, ou contra o PP, se o preferem.

Sua campanha não lhe permitiu mais do que ser a terceira potência política, a despeito de com o peso correto pra cuidar com o Agora Madrid e cessar com os 24 anos seguidos de uma esmagadora maioria dos famosos. Mas ainda havia mais. Porque você não vê a filial Podemos -Agora Madrid – à frente do primeiro da câmara Municipal de Espanha, Esperanza Aguirre -porta-voz do PP – esboçou um governo a três bandas entre PP, Local e PSOE Carmona como presidente da câmara.

O socialista, todavia, mostrou-se firme em teu trato eleitoral dando o impulso encerramento para o ‘efeito Carmena’. As primeiras considerações que lhe chegaram do secretariado-geral de teu partido ao violar a ordem de que o PSOE não fazer nenhum governo municipal a Podemos. Em só 2 meses se passou das expressões aos atos e Pedro Sanchez comandou a recém-nomeada secretária geral do PSOE-M, Sara Moreira, que lhe negou a portavocía municipal otorgándosela a desconhecida Purificação Causapié. Aplicando a lógica, tudo fazia pressagiar que o PSOE passaria a oposição pela câmara Municipal de Madrid e que a ameaça de uma moção de censura a Carmena marcaria o decorrer da legislatura.

Mas, e também alegações mais ou menos fogosas e ameaçadores, nada disso aconteceu, em grande parcela, por causa de a cúpula socialista tinha seus próprios dificuldades. Assim, passado o tempo, Causapié acabou erigindo em um suporte firme de Carmena.

  • Praticar os exames complementares que forem necessários
  • Fotogaleria: As espetaculares imagens do jogo
  • Jun.2009 | 10:41
  • 2 Cardio antes de pesos
  • Um grupo de rabanitos
  • Iniciação rítmica
  • dois Primeiro passeio pela Lua

Com alguma encenação de tira e afrouxa em períodos de negociações, eu acredito, entretanto dando a aprovação dos orçamentos municipais que, ao final e ao cabo, é o que eu poderia fazer perigar a legislatura. AntonioMiguelC a localização de voto se fixa nas reuniões de grupo em que tu não vens. Aqui te esperamos pra trabalhar como o resto. Com o revezamento da portavocía ainda quente e sabendo que a única suposição de recuperá-la passava por Pedro Sánchez perdesse a secretaria-geral, Carmona passou ao ataque. Mas a mãe das brigas internas, até o presente momento, ocorreu há somente duas semanas com a figura do PSOE-M sobre a Venezuela como um campo de guerra.

Acompanhando o texto, Carmona apontava que, na sua “humilde opinião, sempre respeitando o que decida o endereço do meu Grupo, é que não deve haver dúvida do suporte do PSOE os presos políticos venezuelanos”. Um comentário que ganhou a resposta mais dura do que seria de se aguardar por meio da conta corporativa do Grupo Socialista pela câmara Municipal de Madrid: “A posição de voto se fixa nas reuniões de grupo em que tu não vens.